08/04 – Dia Nacional do Braille
08/04 – Dia Nacional do Braille

08/04 – Dia Nacional do Braille

No dia 8 de abril comemora-se o Dia Nacional do Braille. Este é o sistema que transformou a vida das pessoas cegas por garantir acesso à informação por meio de 6 pontos em relevo. A ocasião, em vigor desde 2010, representa o dia de nascimento de José Álvares de Azevedo, o primeiro professor cego brasileiro. Cego desde que nasceu, ele estudou o método em Paris e, de volta ao Brasil, passou a ensiná-lo e a difundi-lo, recebendo o título de “Patrono da Educação dos Cegos no Brasil”.

Dorina Nowill teve um papel fundamental para maior disseminação do Braille no país e, hoje, a Fundação Dorina é reconhecida por ter a maior Imprensa Braille da América Latina em capacidade produtiva, com impressão em larga escala, equipamentos de grande porte, recursos humanos especializados e matéria prima especial. Há quem diga que nos últimos 60 anos “não há no Brasil uma só pessoa cega alfabetizada que não tenha tido em suas mãos pelo menos um livro em Braille produzido pela Fundação Dorina”.

Celebrar o acesso à cultura, educação e informação é uma constante, e reforçar a importância do Braille para a inclusão das pessoas com deficiência visual faz parte dos objetivos da instituição.

Você sabia?
– O Braille foi criado por Louis Braille, na França, há 190 anos e continua se adaptando a toda a evolução da escrita;
– O Dia Mundial do Braille é comemorado em 04 de janeiro, data de nascimento de Louis Braille;
– O sistema Braille é um método de escrita e leitura baseado no tato;
– O Braille é a combinação de seis pontos que formam 63 caracteres em relevo;
– A cela braille é formada por duas colunas de três pontos;
– Há combinações para a representação de letras, números, símbolos científicos, notas musicais, fonética e informática;
– Nem toda pessoa cega lê o Braille e isto se dá por diferentes motivos: perda visual na idade adulta, falta de sensibilidade no tato por diferentes patologias;
– O braille é utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão, e a leitura é feita da esquerda para a direita, utilizando-se uma ou ambas as mãos;
– Cada caractere do Sistema Braille pode ser percebido com apenas um toque da parte mais sensível do dedo indicador (a polpa);
– Cada página em tinta corresponde a aproximadamente três páginas em braille;
– Os livros em braille devem ser preferencialmente transcritos em papel sulfite de gramatura 120;
– O Sistema Braille obedece a regras internacionais de altura do relevo e de distância entre pontos, entre “celas” e entre linhas;
– O braille também pode ser escrito à mão, utilizando uma ferramenta chamada reglete e outra chamada punção, que funcionam como caderno e caneta;
– A escrita manual deve ser feita da direita para a esquerda para garantir o relevo ao virar o papel que foi puncionado;
– Segundo o Censo 2010, existem no Brasil mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo 582 mil cegas e 6 milhões com baixa visão.

Como o braille chegou até aqui

Louis Braille nasceu em 4 de janeiro de 1809, ficou cego durante a infância e, em 1825, aos 16 anos, apresentou a primeira versão de um sistema de escrita e leitura que mudou a vida das pessoas cegas em todo o mundo. Baseado na combinação de seis pontos dispostos em duas colunas e três linhas, o Sistema Braille permite a formação de 63 caracteres diferentes, que representam as letras do alfabeto, os números, a simbologia científica, musicográfica, fonética e informática. Esse sistema adapta-se perfeitamente à leitura tátil, pois os seis pontos em relevo podem ser percebidos pela parte mais sensível do dedo com apenas um toque. A leitura do Braille é feita da esquerda para a direita, com uma ou ambas as mãos. Algumas pessoas ganharam tanta prática em ler Braille que conseguem ler até 200 palavras por minuto. O Sistema Braille chegou ao Brasil em 1850, pelas mãos do jovem cego José Álvares de Azevedo, mas foi a partir da década de 1940, com a criação da Fundação para o Livro do Cego No Brasil – a atual Fundação Dorina Nowill para Cegos – que a produção de livros nesse formato ganhou força.

Fonte: http://www.fundacaodorina.org.br/novidades/novidade/?id=2666&/0804_dia_nacional_do_braille

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.