Há várias maneiras de ver o mundo. A gente vê pelos sons que ouve, pelos aromas que sente e pelas texturas que toca. Vivenciar as coisas de uma forma multissensorial pode ser bastante rico, principalmente para as crianças, que ainda estão descobrindo seus próprios contornos.

A arte favorece essa viagem pela imaginação tão essencial para a vivência de uma infância saudável. Sonhar, criar e brincar são formas de aprender e de se conhecer. Como incluir as crianças deficientes visuais na experiência da literatura?

Graças às tecnologias, isso se tornou possível, permitindo que um conto se transforme em uma narrativa auditiva por meio de audiobooks ou mesmo que um livro impresso em braile mantenha a qualidade das ilustrações.

Pensando nisso, algumas editoras estão diversificando seus formatos. A Editora Pipoca é a primeira editora prioritariamente digital, voltada exclusivamente a conteúdos para crianças. Os livros são enriquecidos com áudio, em português, inglês e espanhol.

É uma experiência e possibilidade de desenvolvimento que não deve ser tirada de ninguém. Para conhecer os livros da editora, clique neste link. 

Fonte: http://emais.estadao.com.br/blogs/bruna-ribeiro/livros-digitais-infantis-acessibilidade/

Print Friendly, PDF & Email