Peça essencial no crescimento de qualquer Instituição, o voluntário tem como definição, segundo o dicionário: “aquele que procede espontaneamente, sem coação, movido pela vontade própria”. No caso dos voluntários do Lar das Moças Cegas (LMC) podemos definir como “doar-se inteiramente de coração e alma”.

Há quase 75 anos, o LMC dedica-se às pessoas com deficiência visual e boa parte da existência do seu trabalho, deve-se a dedicação de cada um dos voluntários que por aqui passam.  No dia 05 de dezembro comemoramos o Dia Internacional dos Voluntários para o Desenvolvimento Econômico e Social.

Para Mafalda Paiva Areas, de 84 anos, sendo 35 deles dedicados ao LMC, depois de tanto tempo já nem sabe mais o que é ser voluntário, para ela é algo que está presente no seu dia a dia. “Eu adoro estar aqui com os deficientes visuais, mas independente disso gosto de dedicar meu tempo para ajudar de alguma forma; com um sorriso, uma palavra amiga, o que tiver que fazer para ajudar eu faço”, contou. E finalizou dizendo que: “eu gosto de ser voluntária”.

Atualmente a Instituição possui cerca de 80 voluntários, porém, apenas 40 deles ativos. Eles estão presentes em áreas como: Pedagogia e Eventos; atuam na prática de esportes, no desenvolvimento por meio da música e auxiliam no Bazar da Pechincha. Com o passar dos anos, o número daqueles  que se dedicam gratuitamente à Instituição foi diminuindo e é necessária a busca de novas pessoas para que o trabalho do LMC continue crescendo.

A coordenadora de Eventos, Vanessa Sena, falou um pouco da atual situação: “Hoje em dia o número de jovens voluntários é muito baixo. E é importante que eles aprendam com os mais velhos para que possamos dar continuidade nos nossos serviços”. E finalizou dizendo que: “ Pro  LMC é muito importante, seja no setor pedagógico, na leitura ou nos eventos; o trabalho voluntário é indispensável para a Instituição”.

Carlos Antonio Gomes, presidente do LMC há quase 30 anos, também falou da importância dos serviços que estas pessoas prestam para entidade e agradeceu: “Se não fosse pela dedicação de vocês não existiria a Instituição; e isso não cabe só a nós do Lar das Moças Cegas, mas também para as outras entidades. Gostaria de agradecer por todo trabalho feito ao longo do ano, muito obrigado”.

Parabenizamos a todos que, de algum jeito, dedica um pouco do seu tempo a quem realmente precisa. Para ser um voluntário do LMC,  o interessado deve agendar uma visita monitorada que acontece todas às segundas-feiras, 16h, quintas-feiras, 10h e sextas-feiras, às 14h.