Crianças com deficiências protagonizam Auto de Natal
Crianças com deficiências protagonizam Auto de Natal

Crianças com deficiências protagonizam Auto de Natal

A singela roupa branca da pequena Luísa Hage, 7, combinou com a serenidade de seu sorriso no momento em que ela se preparava para se apresentar na segunda edição do Auto de Natal, evento realizado nesta terça-feira, 12, no auditório do Senai-Cimatec, no bairro de Piatã, em Salvador.

A atividade, promovida pelo Centro de Prevenção e Reabilitação da Pessoa com Deficiência da Secretaria Estadual da Saúde (Cepred-Sesab), contou com a apresentação de cerca de 100 protagonistas, divididos entre crianças com diferentes tipos de deficiência, acompanhadas de suas famílias, e profissionais do Cepred.

A felicidade de Luísa, diagnosticada com a síndrome artrogripose múltipla congênita (AMC) – doença que enrijece as articulações e impede os movimentos –, transbordou quando ela subiu ao palco do auditório para recitar os versos do poema Coração na Mão, da autora Suzana Meireles. “Adoro participar de apresentações como essa”, reforçou a garotinha.

Além do recital de poesias, o evento contou também com uma encenação que relembrou o nascimento de Jesus Cristo. A jovem Livínia Vasconcelos, 12, interpretou a personagem bíblica de Maria, a mãe de Jesus.

“Sempre quis participar de peças como esta, pois me divirto muito com os amigos no palco”, disse Livínia sobre a experiência de se apresentar para um público de cerca de 500 pessoas.

Junto com Livínia, seu irmão Júnior Nascimento, 7, também se apresentou como o personagem bíblico José, pai de Jesus. “Achei que a peça foi muito rápida. Quero me apresentar outras vezes”, confessou.

Durante o espetáculo infantil, também houve espaço para apresentações musicais comandadas por uma banda e por um coral, ambos compostos por funcionários do Cepred.

“Reabilitar a vida”

Para a diretora do Cepred, Normélia Quinto, a apresentação do Auto de Natal demonstra que as pessoas deficientes também são capazes de desenvolver habilidades e “reabilitar a vida”.

“Todos nós temos dificuldades, assim como também somos capazes de superar as nossas limitações. Com os pacientes do Cepred também é assim, pois eles desenvolvem suas potencialidades”, afirmou Normélia.

Quanto ao trabalho diário do Cepred para a inserção de pessoas deficientes na sociedade, ela ressaltou a participação de profissionais das mais diversas áreas, como médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e psicólogos.

 

Fonte: http://atarde.uol.com.br/bahia/salvador/noticias/1920286-criancas-com-deficiencias-protagonizam-auto-de-natal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *