“Esse mesmo modelo de biblioteca também vai ser entregue em Floriano e Parnaíba”, disse o diretor regional do Sesc Piauí, Francisco Campelo Silva.

O Sesc Piauí inaugurou nesta segunda-feira (11) o projeto Biblioteca Séc. XXI com equipamentos de última geração, exclusivos no Estado, que facilitam o acesso à leitura por pessoas com necessidades especiais.
A partir de agora as bibliotecas do Sesc Piauí passam a contar com tela ampliadora de textos de até 170 vezes, que traduz em áudio 74 vozes em 36 idiomas, scanner de voz, que permite o leitor traduzir os livros ou documentos passando para linguagem de áudio (indicado para pessoas com deficiência visual não alfabetizado em braile). Já o projeto BiblioSesc vai ganhar escalador para cadeiras de rodas.
Francisco Costa, diretor do Centro de Habilitação e Reabilitação de Cegos, falou da importância da nova biblioteca: “Isso é importante porque quando nós falamos em acessibilidade faz-se necessário que tenhamos oportunidades, quando oportunidades são criadas, como esse momento aqui, com equipamentos que permitem que as pessoas realmente tenham acesso à leitura tanto em braile como para quem tem baixa visão, em sistema ampliado, isso facilita a vida e dá espaço para que tenhamos a cidadania de fato e de direito”, afirmou.
O diretor regional do Sesc Piauí, Francisco Campelo Silva, explicou como ocorreu o processo da nova biblioteca: “Esse processo faz parte de um projeto grande a nível nacional que se chama Sesc Biblioteca Séc. XXI, que é a transformação e adequação de todas as bibliotecas do Sesc para essa nova dimensão moderna que deve ter. Então aquelas bibliotecas mais antigas, aquele formato de biblioteca não atende mais às exigências dos jovens, das crianças, de estimular a leitura, o conhecimento, então tudo isso faz parte de uma adequação desse modelo novo de biblioteca”, declarou.
“A acessibilidade também faz parte desse modelo e nós podemos solicitar recursos do departamento nacional para aquisição desses equipamentos que vão permitir aquele deficiente visual total ler qualquer livro em braile, pois o equipamento traduz qualquer livro para a língua braile e também aquele que tem uma deficiência visual parcial vai poder ler o livro, porque é uma tela que amplia em até 170 vezes o tamanho da letra. Esse mesmo modelo de biblioteca também vai ser entregue em Floriano e Parnaíba”, finalizou.

Fonte: https://www.gp1.com.br/noticias/sesc-piaui-inaugura-biblioteca-para-facilitar-leitura-de-cegos-434574.html