Alexsander Celente foca em treinos intensos para se manter entre os melhores

Alexsander Celente foca em treinos intensos para se manter entre os melhores

Atleta faz lançamentoUm dos pilares da Seleção Brasileira Masculina de Goalball, Alexsander Celente, mais conhecido como Gaúcho, não é mais nenhum garoto, mas aos 34 anos o craque se reinventa ao surgimento de inúmeros talentos e, dentro e fora de quadra, usa a experiência para continuar como um dos homens de confiança do técnico Alessandro Tosim.
A história do craque na seleção começou em 2001, quando foi convocado pela primeira vez. Desde então, acompanhou de perto e fez parte da evolução do Goalball brasileiro. A primeira participação da seleção masculina em Jogos Paralímpicos aconteceu em Pequim-2008, e lá estava o ala. Um ano depois veio a primeira medalha, de prata, no Pan-Americano da IBSA. A partir daquela conquista Alex não parou de subir no pódio.
Tirando 2010, quando o Brasil ficou em oitavo no Mundial, outras três conquistas para a coleção, e bem especiais por sinal, como o ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara (2011), a prata nas Paralimpíadas de Londres (2012) e o ouro no Campeonato Mundial (2014). No meio delas ainda tem o bronze no Pan-Americano, em 2013. Certamente é um dos maiores nomes da história.
Depois de quatro anos, Alex voltou a disputar a competição que o colocou em evidência. Atuando pela ACDEV/PR, o gaúcho foi o principal nome da equipe na conquista do Regional Sul de Goalball disputado este mês, em Colombo, região metropolitana de Curitiba. Para o craque, voltar a disputar a competição é motivo de felicidade, mas, como referência, Alex fez um alerta para a importância da renovação dos atletas e maior dedicação nos treinamentos.
– Voltei ao Regional Sul. Gostei muito, fico até emocionado. Joguei por muitos anos, e saí por quatro anos. Adorei rever muita gente, mas me entristeceu que as equipes não estão se renovando. São pouquíssimos atletas novos e fiquei muito triste. Era um dos regionais mais fortes – frisou Alex.
O nível de atuação do medalhista de prata paralímpico provou que mesmo depois dos 30 a condição física está em perfeitas condições e o talento faz a diferença. No entanto, o principal motivo apontado pelo craque são os treinos em alta intensidade. O que para ele é predominante para a sua continuidade na seleção e vencer a concorrência dos mais novos. Aliando os treinamentos intensos para manter a forma e a qualidade de jogo com a larga experiência adquirida ao longo dos anos.
– Se eu não seguir numa pegada mais forte, até pela minha idade, o pessoal vai me atropelar. Claro que minha experiência conta muito para a seleção, mas tem uma gurizada muito bem. O próprio Leomon… o Josemarcio, estão num nível mais alto que eu. Eu pelo menos avalio dessa forma. Mas procuro manter um nível alto para justamente estar sempre no topo. Fui campeão mundial e quero me manter no topo. E para isso sempre faço um treinamento à risca – afirmou.
A ACDEV/PR garantiu vaga para a disputa da Copa CAIXA Loterias de Goalball 2015, que será realizada em Curitiba, de 30 de setembro a 4 de outubro. Mesmo com a conquista do título regional de forma tranquila, Alex garantiu que a equipe vai continuar treinando para chegar bem na principal competição da modalidade no país.
– Voltei para o Sul, consegui resgatar alguns colegas da antiga, e estamos montando uma equipe bem forte. Para o Regional vamos dizer que fomos praticamente imbatíveis, ainda mais jogando bem concentrado. Mas claro que temos que treinar muito para chegar no Brasileiro. E vamos treinar – garantiu o craque.
Alexsander Celente esteve em treinamento com a Seleção Brasileira de Goalball entre os dias 13 e 22 de abril, na cidade de Jundiaí, em São Paulo. O Brasil se prepara para a disputa dos Jogos Parapan-Americanos de Toronto, no Canadá, em agosto. O ala vive a expectativa por mais uma convocação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *