Boa acuidade visual esconde glaucoma em estágio avançado, revela levantamento
Boa acuidade visual esconde glaucoma em estágio avançado, revela levantamento

Boa acuidade visual esconde glaucoma em estágio avançado, revela levantamento

Usar óculos sem o exame com o médico oftalmologista apenas para aparentemente auxiliar na leitura ou mesmo melhorar um pouco a chamada acuidade visual pode retardar o diagnóstico da doença que é uma das principais causas de cegueira irreversível no país. Levantamento realizado pela Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG) com 300 prontuários de pacientes diagnosticados nos serviços do Hospital das Clínicas e da Santa Casa, em São Paulo, revela que três em cada dez pacientes que chegam para o diagnóstico embora apresentem boa acuidade visual já estão em estágios avançados da doença.

No Brasil, a falta de dados estatísticos e epidemiológicos confiáveis dificulta a avaliação real da extensão dos problemas visuais da nossa população. Os dados utilizados para esta avaliação vêm da OMS e não são originados de estudos epidemiológicos de base populacional local como é feito em alguns países desenvolvidos. Segundo a OMS, existem 65 milhões de glaucomatosos em todo o mundo, sendo que, a cada ano, surgem mais 2,4 milhões de casos. A prevalência de cegueira por glaucoma é de 5,2 milhões de pessoas, representando a segunda causa de cegueira no mundo e a maior causa de cegueira irreversível. Estima-se que, no Brasil, existam cerca de um milhão e meio de portadores de glaucoma sendo que a metade deles não sabem possuir a doença.

“O paciente passa no exame de acuidade visual, aquele em que a pessoa precisa ler as letras e números em diversos tamanhos”, explica o oftalmologista Francisco Eduardo Lopes de Lima, presidente da SBG. “Mas o campo visual, ou seja, o quanto essa pessoa consegue enxergar em volta do que está olhando, geralmente está bastante comprometido”, completa. O levantamento também demonstra que quatro em cada dez indivíduos diagnosticados ainda podem ser submetidos a tratamentos que retardem a progressão da doença.

“Os resultados mostram que é importante diferenciar a boa acuidade visual, detectada em um simples exame de vista, de um exame médico oftalmológico completo que inclui aferição da pressão intraocular e avaliação do fundo de olho. Apenas desta maneira o médico poderá suspeitar da doença e solicitar o exame de campo visual para confirmar o diagnóstico. Ou seja, a pessoa que enxerga bem e usa óculos também precisa passar anualmente por um médico especialista. No público acima dos 40 anos, isso é ainda mais importante”, ressalta o oftalmologista Francisco Eduardo Lopes de Lima, presidente da Sociedade Brasileira de Glaucoma.

Fonte: http://www.ribeiraopretoonline.com.br/saude/boa-acuidade-visual-esconde-glaucoma-em-estagio-avancado-revela-levantamento/89267

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *