Catarata e glaucoma são as principais causas de cegueira no país

Catarata e glaucoma são as principais causas de cegueira no país

Em 13 dezembro é lembrado o Dia Nacional do Deficiente Visual. A data foi instituída para incentivar a prática da solidariedade humana, de acordo com o que estabelece a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A cegueira ou deficiência visual é caracterizada pela perda total ou parcial da visão, seja por consequências congênitas ou adquiridas ao longo da vida.

Estima-se que o glaucoma atinja cerca de um milhão de pessoas no Brasil. A doença é causada pela lesão do nervo óptico relacionada à pressão ocular alta. Por ser assintomático, as consultas regulares no oftalmologista são indispensáveis para a identificação precoce do problema.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que no Brasil existem 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo que 582 mil são cegos e seis milhões com baixa visão. A Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou catarata, glaucoma e retinopatia diabética como as principais causas.

Vencendo as dificuldades

O autônomo Alberto Furtado, 62, convive com a perda de visão há doze anos. Tudo começou com o diagnóstico de catarata no olho esquerdo. Dado a dificuldade de recursos médicos na época, a cirurgia foi realizada em outro estado, e o resultado não saiu conforme o esperado.

Anos mais tarde, durante um jogo de futebol, Furtado sofreu uma pancada na testa, afetando a região ocular, e o problema evoluiu para o descolamento de retina. “Outra vez, tive que passar por dois procedimentos cirúrgicos, mas não ocorreu a colagem da retina. Algum tempo mais tarde, retornei a Minas Gerais, onde uma equipe médica interviu, e o resultado foi um sucesso”, conta.

Os problemas do autônomo não pararam neste incidente. Outra pancada trouxe maior consequência e, mais uma vez, foi necessária outra cirurgia (vitrectomia) para corrigir o problema ocular. “Ao todo, foram sete cirurgias no olho direito e duas no esquerdo, mas o que definiu meu estado atual foi um glaucoma que, por falta de conhecimento e busca de um atendimento imediato, não teve solução, e eu perdi completamente minha visão”, explica.

O autônomo conta que os primeiros anos foram os mais difíceis, mas, com o passar do tempo, procurou se recompor para enfrentar a situação e superar os obstáculos que surgem diariamente. “Decidi prosseguir minha vida e conviver normalmente na sociedade. Nós, deficientes visuais, precisamos muito ser estimulados pelas demais pessoas. O estímulo é a pílula para que possamos nos sentir inseridos na sociedade”, ressalta.

Fonte: http://www.agencia.ac.gov.br/catarata-e-glaucoma-sao-as-principais-causas-de-cegueira-no-pais/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.