Chefs Especiais foca em inclusão de jovens com Síndrome de Down por meio da gastronomia

Chefs Especiais foca em inclusão de jovens com Síndrome de Down por meio da gastronomia

Fundado em 2006 por Simone e Márcio Berti, o Instituto Chefs Especiais é um projeto pioneiro e inovador, que tem como objetivo a inclusão de jovens com Síndrome de Down, por meio da gastronomia. Com sede em São Paulo (SP), o projeto tem a Friboi, uma das marcas da JBS, como um patrocinador master desde 2013. A marca entrou visando o crescimento do trabalho para beneficiar cada vez mais pessoas.

Jovens com Síndrome de Down que participam do "Chefs Especiais". Foto: Aguinaldo Pedro.

O que inicialmente era apenas um desejo do casal de dedicar seu tempo eenergia a uma causa social, tornou-se missão realizar muito mais por essas pessoas, facilitando-lhes a autonomia já que atualmente sobrevivem aos seus cuidadores.

De 2006 a 2012 Chefs Especiais sobreviveu de mobilização social sem nunca ter aceitado contribuições pecuniárias. Tornou-se conhecido e respeitado no mundo da gastronomia e conquistou o mesmo respeito no mundo da inclusão social.

Os benefícios para os jovens atendidos gratuitamente são inúmeros: entre eles a autonomia e valorização da pessoa e de sua família, mostrar que as pessoas com SD tem suas características e todas elas, desde que estimuladas e respeitadas, podem e devem se tornar independentes para serem inseridas no meio social, seja no lazer ou no trabalho, respeitando suas limitações, mas estimulando o seu melhor.

O convívio entre iguais tem se mostrado muito importante para o grupo. Autonomia, respeito, auxilio mútuo, o dividir, o despertar do mundo gastronômico para essa turma que veem os ingredientes se transformarem em pratos lindos, que eles mesmos degustam. Ambiente alegre onde a terapia se faz de forma natural, sem que se perceba.

Atualmente os projetos foram ampliados, com aulas que extrapolam o nicho gastronômico, como dança, canto e teatro. A expectativa do Instituto é daroportunidade a cada vez mais pessoas, capacitá-las de forma adequada a cadamomento de vida e estender o trabalho para as principais Capitais do Brasil. Desde março de 2015 o nome Chefs Especiais também é usado em Portugal.

Fonte: http://www.deficienteciente.com.br/2015/09/chefs-especiais-foca-em-inclusao-de-jovens-com-sindrome-de-down-por-meio-da-gastronomia.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *