Circuito Caixa Loterias chega ao fim em 2015

Circuito Caixa Loterias chega ao fim em 2015

 

Chegou ao fim a edição de 2015 do Circuito Caixa Loterias de Atletismo, Halterofilismo e Natação. Na manhã deste domingo, 8, os atletas competiram pela última vez, pela terceira etapa nacional do evento, realizada no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, o Ibirapuera, em São Paulo.  O ano teve saldo positivo, especialmente por conta do desempenho do Brasil em competições como os Mundiais das modalidades e também os Jogos Parapan-Americanos de Toronto, no Canadá.
Uma semana após retornarem de Doha, onde aconteceu o Mundial Paralímpico de Atletismo, os atletas voltaram a ter resultados satisfatórios. Foi o caso de Silvânia da Costa, que venceu a medalha de ouro no salto em distância, classe T11 (cego total), no Catar, com 5,04m. Neste domingo, em São Paulo, ela registrou uma marca ainda melhor: 5,08m.
“Do ponto de vista técnico, o Circuito Caixa Loterias atingiu o que havíamos planejado. A meta é sempre de melhorar a qualidade dos nossos atletas para que a gente consiga um maior número de vagas no Rio-2016. O evento também é bastante importante para revelar novos atletas. Neste pontos, o Circuito faz toda a diferença no nosso planejamento”, disse Edilson Alves da Rocha, o Tubiba, diretor-técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro.
No próximo ano, o Circuito sofrerá adaptações por conta dos Jogos Paralímpicos do Rio-2016. Duas etapas nacionais serão antes do evento, cuja Cerimônia de Abertura está marcada para o dia 7 de setembro.  Esses estágios do circuito, cujas datas ainda estão sendo consolidadas, ocorrerão no novo Centro Paraolímpico Brasileiro, em São Paulo.
“Vamos ter a oportunidade de realizar todas as etapas nacionais do Circuito no Centro de Treinamento, o que trará uma melhora nos resultados: a pista é excelente, a piscina é  rápida, por ser fechada e com o que há de mais tecnológico.  Por tudo isso, esperamos um Circuito ainda melhor em 2016”, completou Tubiba.
Assim como o atletismo, a natação também teve um ano bastante positivo. A terceira etapa do Circuito, contudo, teve contornos de início de temporada, uma vez que os atletas já estão com os treinos em andamento já para a Rio-2016. Neste contexto, o evento deste fim de semana ganhou ainda mais importância.
“É uma competição que está ficando cada vez mais forte. Neste ano, a primeira etapa nacional foi disputada sem os atletas da Seleção, que já estavam indo para o Mundial. A segunda e a terceira, porém, teve todos os atletas na água. Este Circuito mostrou os jovens melhorando os tempos e os atletas de ponta mantendo as boas marcas”, comentou Leonardo Tomasello, técnico-chefe de natação paralímpica pelo CPB.
O Circuito
O Circuito Caixa Loterias, organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e patrocinado pela Caixa Loterias, é o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo, natação e halterofilismo. Composto por quatro fases regionais e três nacionais, tem como objetivos desenvolver as práticas desportivas em todos os municípios e estados brasileiros, melhorar o nível técnico das modalidades e dar oportunidades a atletas de elite e a novos valores.
As fases regionais (Norte/Nordeste, Rio/Sul, São Paulo e Centro/Leste) foram disputadas no primeiro semestre do ano, entre março e maio. Esta é a terceira e última etapa nacional. A primeira foi realizada em julho, e, a segunda, em setembro. Todas em São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *