Começa na segunda-feira, 13, o Mundial Paralímpico de Natação, em Glasgow, com a participação de 23 nadadores brasileiros

Começa na segunda-feira, 13, o Mundial Paralímpico de Natação, em Glasgow, com a participação de 23 nadadores brasileiros

Embarque da Seleção Brasileira de Natação para o Mundial emComeça na próxima segunda-feira, 13, em Glasgow, Escócia, o Mundial Paralímpico de Natação. Esta será a sétima edição da competição, que, ao todo, receberá 586 atletas de 68 países. As provas se estendem até o dia 19 de julho, e serão todas realizadas na piscina do Tollcross International Swimming Centre.

Este é o campeonato mais importante do ano da modalidade e a Seleção Brasileira será representada por 23 dos melhores nadadores do país. O grupo embarcou no último fim de semana para a cidade escocesa e passará por um período de treinos e ambientação antes do início das provas.

Principal nome da Seleção atualmente, o multimedalhista em mundiais e Jogos Paralímpicos Daniel Dias, da classe S5, está confiante para as disputas na Escócia. “Vim antes para a Europa para me acostumar com o clima, o fuso horário. Já fizemos isso em outras competições e deu muito certo. Acredito que dará certo agora também e quero sair de lá com grandes resultados. Espero bater o recorde mundial nos 200m livre. Já faz um tempo que estou atrás dessa marca e nessa competição eu vou lutar muito por isso”, diz Daniel, que acredita que os outros 22 nadadores da delegação também têm tudo para elevar ainda mais o esporte do país. “O grupo é formado por excelentes atletas e não tenho dúvida que vai dar muita alegria para o Brasil neste Mundial”, completa.

Outra nadadora experiente e vitoriosa da Seleção, Edênia Garcia, classe S4, também está acreditando em ótimos resultados em Glasgow. Rumo à sua quinta participação em Mundiais – e ganhou medalha em todos eles -, a atleta superou a ansiedade e espera fechar as disputas com motivos de sobra para comemorar. “Tenho uma expectativa de como será este meu quinto Mundial. Estou voltando de duas cirurgias e me recuperando de lesão, mas os resultados podem vir sim. Chego a Glasgow com o melhor tempo nos 50m costas e espero que mantenha esse favoritismo na final para levar essa medalha”, afirma Edênia.

Esta será a estreia da atual comissão técnica em Mundiais. Contratado no começo de 2014 como técnico-chefe da Seleção Brasileira, Leonardo Tomasello ressalta que o grupo tem boas chances de sair do Mundial com grandes conquistas. “Temos atletas bem ranqueados no mundo, mas que ainda não têm medalhas em Mundiais. Chegar ao pódio será bom para eles e para o Brasil”, diz.

Há dois anos, em Montreal, o Brasil terminou o Mundial na sexta colocação do quadro geral com 26 medalhas, sendo 11 de ouro, nove de prata e seis de bronze. Em Glasgow, o objetivo é aumentar o número de conquistas. “Queremos aumentar também o número de medalhistas. E com mais ouros, a chance de estar entre os cinco melhores no quadro de medalhas também é alta”, analisa Tomasello.

As provas começam na segunda-feira, 13, e terminam no dia 19. As classificatórias iniciam sempre às 10h (6h, no horário de brasília) e as finais sempre às 18h (14h, no horário de Brasília). Haverá transmissão ao vivo de todas as provas no site do Comitê Paralímpico Brasileiro (www.cpb.org.br).

Fonte: http://www.cpb.org.br/comeca-na-segunda-feira-13-o-mundial-paralimpico-de-natacao-em-glasgow-com-a-participacao-de-23-nadadores-brasileiros/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *