Conheça bons exemplos de acessibilidade em museus de Santa Catarina

Conheça bons exemplos de acessibilidade em museus de Santa Catarina

Entrada Museu Nacional

O acesso à cultura é para todos. Pelo menos é o que deveria ser. A falta de adaptação para receber pessoas com algum tipo de deficiência em museus e espaços de memória ainda é uma realidade em Santa Catarina.

Menos de 40% dos 192 museus cadastrados no Sistema Estadual de Museus (SEM) informam ter algum tipo de acessibilidade.

Conforme o coordenador do sistema ligado à Fundação Catarinense de Cultura(FCC), Maurício Rafael, as ações para facilitar a locomoção predominam entre as unidades que dizem ser acessíveis. No entanto, é preciso pensar no assunto de forma global.

—Muitos museus entendem como acessibilidade apenas a parte física, mas já percebemos algumas iniciativas tímidas em relação às informações, como legendas em braile—, explica Maurício.

Não há uma exigência de adequação destes espaços no Estado. A SEM pretende começar a percorrer neste ano todas as regiões catarinenses para oferecer oficinas para capacitação de profissionais no atendimento a todos os públicos e, no futuro, para elaboração de projetos de acessibilidade.

—Grande parte das unidades é gerida pelos municípios e tem dificuldade de implantar projetos de acessibilidade por falta de orçamento.

A reportagem selecionou dez museus catarinenses acessíveis, seja por conter rampas para cadeirantes ou etiquetas em braille para deficientes visuais, cadastrados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

Fonte: http://diariocatarinense.clicrbs.com.br/sc/noticia/2014/05/conheca-bons-exemplos-de-acessibilidade-em-museus-de-santa-catarina-4512592.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.