Cursos visam a inserção dos alunos no Mercado de Trabalho
Cursos visam a inserção dos alunos no Mercado de Trabalho

Cursos visam a inserção dos alunos no Mercado de Trabalho

A chamada Lei de Cotas (Lei 8.213) completou 22 anos de aprovação e, atualmente, após duas décadas em vigor, existem cerca de 306 mil pessoas com deficiência formalmente empregadas no Brasil.

Pensando em incluir o deficiente no Mercado de Trabalho, o Lar das Moças Cegas (LMC) oferece cursos profissionalizantes e um programa que, a partir de ações de preparo, orientação e qualificação, capacita pessoas com deficiência visual para o “Mundo do Trabalho”, o Visão Eficiente.

Alunos do LMC em aula de culinária

Alunos do LMC em aula de culinária

Entre os cursos profissionalizantes estão a Telefonia, a Informática e a Culinária. O Curso de telefonia habilita o deficiente visual para exercer a função de telefonista. “Nós temos 40 horas de aula teórica, onde ensino toda a parte de postura profissional, a parte de telemarketing e como é o funcionamento de uma telefonia. O restante do curso, a prática, eles fazem no estágio, uma tarde por semana”, explica a professora Lindalva.

A telefonia é uma área onde há muitas oportunidades para deficientes visuais. De acordo com a professora, nesses 15 anos em que o curso vem sendo oferecido, 70% dos alunos que o frequentaram estão trabalhando. “Nossos alunos saem preparados para o mercado de trabalho. Hoje temos cerca de 15 ex-alunos na Unimed, seis na Fundação Lusíada e outros nas prefeituras”, diz a professora.

Outra área procurada é a informática. No Curso de Informática, que tem parceria com o SENAI, os alunos aprendem os sistemas Dosvox, Jaws, Virtual Vision e NVDA (Non Visual Desktop Access), que possibilitam o uso do computador como ferramenta de trabalho. “Nós funcionamos como um polo do Senai. Aqui eles aprendem os programas mais usados do Pacote Office e saem preparados para o mercado de trabalho com um diploma do SENAI”.

Já o curso de Culinária capacita o deficiente visual para elaborar produtos de panificação e doceria, em diversas formas de apresentação. O curso, que é indicado para aqueles com conhecimento prévio da culinária trivial, já formou muitos alunos que hoje são cozinheiros de mão cheia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *