Desenvolvido programa no Japão para imprimir mapas 3D para invisuais

Desenvolvido programa no Japão para imprimir mapas 3D para invisuais

As autoridades cartográficas do Japão anunciaram a criação de um `software` que permitirá fazer o `download` de dados da Internet e produzir, com uma impressora 3D, mapas para invisuais.

A Autoridade de Informação Geoespacial (GSI), sob alçada do Ministério dos Transportes e Infraestruturas, trabalhará na fase de desenvolvimento com especialistas de diversas áreas para que estradas, vias pedonais ou de caminho-de-ferro possam ficar bem diferenciadas no produto final, informa hoje na sua página `online` o jornal Asahi.

Os dados do mesmo programa vão permitir imprimir as vias em relevo com uma altura de um milímetro para que possam ser facilmente detetadas através do toque.

Um professor da Universidade de Niigata, que participa na criação do `software`, explicou ao jornal que, além de se conseguir introduzir características topográficas — como encostas ou montes –, estes mapas poderiam ser usados em cursos subordinados a emergências e evacuação em caso de sismo ou tsunami destinados a invisuais.

Uma vez concluído o `software` todos os dados cartográficos do Japão para criar este tipo de mapa ficarão disponíveis na Internet.

Os mapas para zonas urbanas terão uma escala de 1:2.500 (ou seja, um centímetro equivale a 25 metros), enquanto aos das áreas rurais corresponderá uma escala de 1:25.000 (um centímetro equivale a 250 metros).

O material utilizado para imprimir os mapas são placas de resina de 15×15, com um custo de 150 ienes (cerca de um euro) por unidade.

Já o preço das impressoras necessárias para o efeito oscila entre os 60.000 e os 70.000 ienes (entre 429 e 501 euros).

O GSI também indicou que perante a popularização das impressoras 3D poderá vir a oferecer, no futuro, dados para a elaboração de mapas de locais muito específicos mediante um pedido prévio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *