Exposição sensorial chega ao Memorial da Inclusão em 30 de abril
Exposição sensorial chega ao Memorial da Inclusão em 30 de abril

Exposição sensorial chega ao Memorial da Inclusão em 30 de abril

A exposição “Duplo Acesso: Sair da Superfície”, realizada pela artista plástica Diana Tsonis, apresenta cinco instalações, nas quais o visitante é convidado a experimentar impressões sensoriais num contexto fora do usual.


figura 1: legenda ao final

A mostra questiona as noções mais comuns de espaços inclusivos, procurando valorizar conceitos de ambientes mais plurais, que promovam uma interação afetiva entre as pessoas, sendo a inclusão viabilizada, justamente, por essas trocas e pela diversidade de apropriações do espaço.

Busca-se uma reflexão sobre o paradigma excessivamente imagético das culturas ocidentais, permitindo aos visitantes sair dessa hegemonia do visual e mergulhar para dentro de si e do outro, explorando um duplo acesso.


figura 2 – legenda ao final

As instalações sensoriais foram pensadas de modo que o visitante se aproprie do espaço usando todo o seu corpo, por meio da interação direta com as obras e do convívio com as pessoas no espaço.

A exposição conta com instalações sensoriais, audiodescrição e impressão dos textos em dupla leitura e com fonte ampliada: português e braile.

SERVIÇO
Duplo Acesso: Sair da Superfície

Data lançamento: 30 de abril de 2016, 14h
Data visitas: 02 a 30 de maio
Local: Memorial da Inclusão
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564 – Portão 10 – Barra Funda – próximo à estação de metrô/trem Barra Funda
Visitas: Segunda a sexta-feira, das 10h às 17h – Sábado, 21/05, das 13h às 17h
Realização: Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo

Figura 1:
Obra “Poesia em braile”

Técnica: feltro adesivado sobre placa de acrílico
Descrição: Duas mãos seguram uma placa retangular de acrílico transparente com a palavra “céu” em braile feita com feltro adesivado. A placa está posicionada para o céu encoberto por nuvens em tons de cinza, que aparece através da transparência do acrílico.

Figura 2:
Obra: “Pele das coisas”

Técnica: Contorno de objeto com arame moldável
Descrição: Uma das mãos segura o contorno de um bule feito com arame moldável. Ele está posicionado para o céu encoberto por nuvens em tons de cinza, que aparece através do vão dentro e fora do contorno.

Conheça a versão virtual do Memorial da Inclusão: www.memorialdainclusao.sp.gov.br
Fonte: http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/ultimas-noticias/exposicao-sensorial-chega-ao-memorial-da-inclusao-em-30-de-abril

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.