Fonoaudiologia voltada para Deficiência Visual
Fonoaudiologia voltada para Deficiência Visual

Fonoaudiologia voltada para Deficiência Visual

A Intervenção Precoce é fundamental para o desenvolvimento da linguagem, especialmente para deficientes visuais. Grande parte da aprendizagem precoce de uma criança acontece através da experiência visual. Crianças cegas podem sofrer atraso nas habilidades de linguagem, porque não têm o benefício da visão. Muitas dessas apresentam problemas de articulação e requerem técnicas especiais de terapia, uma vez que não conseguem ver o posicionamento adequado da língua ou lábios para produzirem o som correto. O deficiente visual vai ter um ganho muito grande se tocar o rosto e os lábios do terapeuta, para ter uma ideia de como dar forma a seus próprios lábios para a produção do som adequado.

O som desempenha importante papel na estimulação e na relação das crianças cegas com o meio externo. Deste modo, o atendimento fonoaudiológico de pessoas com deficiência visual deve incluir estimulação e treino de sons para fins de orientação, mobilidade e proteção.

A aquisição da linguagem é feita cuidadosamente, em um longo período de estimulação auditiva e afetiva para a comunicação, quando a criança vai começando a desenvolver sua linguagem compreensiva. Para o surgimento das primeiras palavras de uma criança é de total importância o meio que a envolve, os estímulos de linguagem e a mediação com o outro.

Portanto, intervindo precocemente e auxiliando na detecção do problema visual, o fonoaudiólogo poderá ajudar e evitar o aparecimento de deficiências secundárias.

Texto de: Luciana Grottone

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *