Jovens do programa “Praia Acessível” escolhem Guarujá para primeiro banho de mar

Jovens do programa “Praia Acessível” escolhem Guarujá para primeiro banho de mar

Uma tarde de descobertas e muita alegria na praia de Pitangueiras. O motivo de tanta festa? Nesta quinta-feira (18) cerca de 500 pessoas vindas da região metropolitana de Campinas vieram conhecer o mar pela primeira vez e escolheram uma praia de Guarujá. Mais de 60 micro ônibus adaptados com crianças, adolescentes e adultos com deficiência física e mental fizeram uma viagem nova e diferente. Muitas dessas pessoas nunca tinham sequer saído de sua cidade. Com um sorriso no rosto e brilho nos olhos puderam aproveitar um banho de mar pela primeira vez.

Comentários como “nossa, como o mar é grande!” ou “de onde vem tanto sal?” demonstraram a surpresa das crianças e adolescentes. As pessoas que tinham alguma deficiência física ou mental, que precisassem de cadeira de rodas podiam contar com as cadeiras anfíbias para tomar banho de mar.

O coordenador estadual do programa Praia Acessível, Ademir Mascarenhas, conta que o projeto proporciona a locomoção segura das pessoas com deficiência. “O real significado de acessibilidade é mostrar a quem precisa que há um preparo, estrutura e banheiro adaptado para atendê-lo” esclarece.

(Foto: Roberto Sander Jr./PMG)

(Foto: Roberto Sander Jr./PMG)

De acordo com a secretária adjunta de Desenvolvimento e Assistência Social e presidente do conselho da pessoa com deficiência de Guarujá, Maria Angélica de Araujo, é muito importante recepcioná-los e promover o lazer dessas pessoas. “A inclusão das pessoas com deficiência, possibilitando momentos como esse, é essencial. Todos estão maravilhados e isso é muito gratificante para nós enquanto gestores públicos”, conta Maria Angélica.

Todos os veículos utilizados na locomoção desses jovens e suas famílias são adaptados e possuem plataforma de elevação.

Larissa Adrielli da Silva, de 20 anos, mora em Hortolândia e veio conhecer a praia. A jovem tem uma má formação no cérebro, e essa deficiência dificulta sua locomoção. Por meio de uma cadeira anfíbia pode tomar banho de mar pela primeira vez. “Gostei de ver o mar e poder senti-lo, fiquei muito feliz” disse a jovem maravilhada, olhando o mar. De acordo com o seu pai, Laércio João da Silva, ela participa do projeto desde os três anos. “Tenho muito a agradecer. Graças a essa oportunidade minha filha tem acesso a lugares e atividades diferentes”, conta emocionado.

Quem também nunca tinha vindo à praia foi o morador de Santa Barbara d’Oeste, Jhon Vitor Alves Gama, de 16 anos. O adolescente tem paralisia cerebral e conta com alegria sua nova experiência. “Achei muito gostosa a água do mar, é salgada e também bastante fria. Antes só via pela TV, hoje pude ver de perto”, conta.

Praia Acessível – Lançado em 2010 pelo Governo do Estado, o projeto disponibiliza cadeiras anfíbias para deficientes físicos terem a oportunidade de transitar pela faixa de areia e tomar banho de mar. O banho de mar tem supervisão de fisioterapeutas e auxiliares. O participante pode usufruir da atividade por 30 minutos.

Fonte: http://www.diariodolitoral.com.br/conteudo/48104-jovens-do-programa-praia-acessivel-escolhem-guaruja-para-primeiro-banho-de-mar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *