Lar das Moças Cegas bate recorde e arrecada 76 mechas para Ação Solidária – Uma mecha por amor
Lar das Moças Cegas bate recorde e arrecada 76 mechas para Ação Solidária – Uma mecha por amor

Lar das Moças Cegas bate recorde e arrecada 76 mechas para Ação Solidária – Uma mecha por amor

A sala de vidro do Lar das Moças Cegas (LMC) transformou-se em um salão de beleza improvisado nesta segunda-feira, 26/05, e uma corrente de solidariedade se formou na instituição. A Ação Solidária – Uma mecha por amor mobilizou voluntárias de dentro e de fora da instituição e arrecadou 76 mechas.

Verusca com a mecha

A inspetora de alunos Verusca abriu a Ação no LMC

O LMC aderiu à iniciativa da Caixa de Assistência ao Servidor Público Municipal de Santos (Capep-Saúde), em prol do Instituto Neo Mama de Prevenção e Combate ao Câncer de Mama. “Mobilizamos alunas, mães e colaboradoras. Fizemos uma grande divulgação e o resultado superou as nossas expectativas”, conta a diretora pedagógica, Marta Valdívia.

A primeira voluntária foi a inspetora Verusca Sena da Silva. Ela não hesitou em participar da ação e doou uma mecha de 15 cm. “Cabelo cresce, então por que não ajudar a quem precisa? Aqui a gente já trabalha com este espírito e com essa ação podemos ajudar mais pessoas”, diz a funcionária.

Algumas alunas também se prontificaram a fazer a doação. “O LMC faz muito bem para nós, e essa uma chance de fazermos bem para as outras pessoas. É como uma retribuição”, explica Nilza Martins, aluna da entidade.

Mas não foram sós as alunas e as colaboradoras que aderiram à campanha. O LMC abriu as portas para a comunidade e recebeu cerca de 50 mulheres que participaram da ação.

A estudante Stephanie Border mora em São Paulo, mas resolveu estender a visita à família para participar da ação. “O cabelo faz parte do universo feminino e a autoestima elevada ajuda no tratamento. É muito bonita essa ação e é uma sensação muito boa poder ajudar”, conta.

Entre as dezenas de doadoras duas chamaram a atenção: Camila Kraft, 6 anos, e Luanna Ribeiro, 5 anos.  As duas abandonaram o cabelo comprido e aderiram ao Chanel, em prol da campanha.

Camila não cortava o cabelo há um ano e meio, mas foi sensibilizada pela campanha. “Nós vimos a campanha na televisão, perguntei se ela gostaria de participar e ela topou”, explica a mãe Kadja Kraft, que também doou uma mecha de seu cabelo.

Luanna também foi movida pela campanha. “Ela viu uma foto de uma menina com uma boneca, ambas carecas, e ficou triste. Expliquei para ela o motivo, falei sobre a campanha e ela se propôs a doar”, conta Milli Ribeiro, mãe de Luanna.

Menina com a Mecha Menina com sua mecha

Colaboração

Não seria possível realizar a Ação sem o auxilio dos profissionais. Nely Guimarães, do salão Nely Espaço Livre Saúde & Beleza, foi uma das cabeleireiras que dispensaram o dia de folga para participar do evento. “A doação do nosso trabalho é feita com prazer. Afinal, dependemos uns dos outros, ninguém vive só”.

Também participaram profissionais do salão Diva Hall e do Studio E Hair e Make up.

Entrega

Todas as mechas arrecadadas serão entregues ao Instituto Neo Mama na sexta-feira (30), às 10h, na Capep (Av. Francisco Glicério, 479, Pompeia), nas celebrações pelos 103 anos da autarquia.

Com elas serão confeccionadas perucas às pessoas cadastradas no Instituto, com o objetivo de melhorar sua autoestima e a consequente resposta afirmativa ao tratamento.

Confira as fotos:

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.