Lar das Moças Cegas completa 72 anos de história

Lar das Moças Cegas completa 72 anos de história

Divulgação/Lar das Moças Cegas

Instituição realiza programação especial nesta quinta-feira (16), com inauguração de novo equipamento tecnológico

O Lar das Moças Cegas (LMC), Centro de Educação e Reabilitação para Deficientes Visuais, celebra 72 anos de fundação no sábado (18), entretanto, a instituição comemorará seu aniversário nesta quinta-feira (16). Entre as atividades realizadas haverá a inauguração do Scanner de Voz e daLinha Braille.
Pela manhã, às 10h, o café da manhã “Cinco Estrelas” será oferecido aos alunos, voluntários e colaboradores da organização. O grande cerimonial de comemoração ocorrerá às 20h. A oradora da noite será Profa. Dra Silvia Teixeira Penteado, reitora da Universidade Santa Cecília (Unisanta) e presidente da Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto, seu discurso terá como tema “O dom da vida e a arte de amar”. Trata-se de uma solenidade para 500 convidados.
Inaugurações
Neste último ano o Lar das Moças Cegas passou por muitas modificações. Novas atividades implantadas pela equipe tecno-pedagógica como o EJA Digital, a Prática Educacional Alternativa, a Sala de Jogos Pedagógicos e a ampliação do Salão de Festas Mário Simões Lopes estão entre as novidades. Na ocasião será inaugurada a Linha Braille e Scanner de Voz.
Conectado ao computador, o Scanner de Voz permite escanear documentos impressos e reproduzir com o sintetizador de voz o texto digitalizado pelo software de OCR. Com ele o deficiente visual pode ouvir a leitura do conteúdo de uma conta de luz, por exemplo; ou de um carnê escolar; ou um contrato de aluguel. O dispositivo escaneia o documento, faz a leitura, e ainda produz um arquivo de som com a leitura feita, caso o usuário assim o deseje.
Já, o display Braille, também conhecido como Linha Braille, é um dispositivo de saída de computador que exibe dinamicamente em Braille a informação da tela. Trabalha em sincronia com um software leitor de tela, que seleciona os textos e os traduz para o Braille. Seu sistema eletromecânico movimenta pinos dispostos verticalmente para representar múltiplas celas Braille, permitindo ao utilizador a leitura tátil das informações exibidas. É importante para pessoas com cegueira que precisam de um maior controle sobre a ortografia de textos, o layout de um documento ou um complemento à voz sintetizada para ter maior rapidez na leitura da tela. É como se fosse um teclado, mais longo, só que ao invés de teclas faz surgir os pontos de braille, em relevo, para que o usuário possa ler com seus dedos, simultaneamente, o conteúdo mostrado na tela do computador.
Atividades
Atualmente, o Lar das Moças Cegas atende cerca de 200 deficientes visuais de todas as idades. A instituição conta com 80 voluntários e 134 colaboradores, e proporciona diversos serviços. Na área de Reabilitação há a intervenção precoce, o acompanhamento educacional, atividades esportivas e artísticas, cursos de capacitação profissional e atendimento terapêutico, proporcionando autonomia, independência e socialização aos deficientes visuais.  No setor da Baixa Visão são oferecidos atendimentos oftalmológico, psicológico, pedagógico e social, além de tecnologia oftálmica.
O LMC é a primeira instituição para deficientes visuais, no Brasil, certificada com o Selo de Qualidade ISO 9001:2008.
A instituição possui três unidades: a Sede Administrativa e de atendimento, na Av. Ana Costa, nº 198, o Centro Aquático “Carlos Inocêncio Gomes”, Rua Pará n° 47e o “Sítio Paraíso”, em Pedro de Toledo, no Vale do Ribeira. Informações pelo telefone (13) 3226 2760.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.