Novo Site do LMC traz informação e interatividade
Novo Site do LMC traz informação e interatividade

Novo Site do LMC traz informação e interatividade

Em seu último aniversário, comemorado em 16/04, o Lar das Moças Cegas (LMC) lançou seu novo site. A página está reformulada e com uma nova tecnologia, mais moderna e com interatividade.

O desenvolvimento do site começou em 2013 e envolveu profissionais dos setores de Tecnologia da Informação (TI), Relações Institucionais (RI) e Pedagogia. “Foram oito meses de trabalho para implantarmos essa nova tecnologia, modificar o design e o conteúdo”, explica Orlando José Ferracini, coordenador do TI.

O novo site foi desenvolvido em WordPress, uma tecnologia aberta, usada e desenvolvida em todo o mundo. Um dos responsáveis pela atualização da página foi Reilan Gomes Ribeiro, web designer do LMC. “O site está com um design mais limpo e com mais usabilidade. O usuário navega de maneira mais rápida e não se perde”, observa.

Uma das preocupações nesse processo foi a acessibilidade para os deficientes visuais. Para isso, o aluno e colaborador Gilberto Ferreira participou do desenvolvimento da nova página. “Eu ajudei o Reilan verificando se o site estava acessível para nós, deficientes visuais, navegarmos. É um trabalho complexo que demanda cuidados, por isso vamos continuar, procurando melhorar sempre”, conta Gilberto.

O novo site está mais completo, com mais informações e notícias. Entre as novidades está o Blog, que conta com a participação de alunos da instituição, a maioria do programa de empregabilidade “Visão Eficiente”.

O Blog é mais uma ferramenta de inclusão social e uma forma dos alunos participarem mais ativamente do site da instituição. A página oferece espaço para que os deficientes visuais se expressem e se comuniquem. O projeto é uma oportunidade que a sociedade tem de conhecer as atividades do LMC e a vida dos deficientes visuais. “É importante para a comunidade saber o que o deficiente visual pensa, e para ele esse conhecimento é fundamental”, conta a assistente social Gabriela Esteves, que participa do projeto.

A equipe trabalha a escrita, a capacidade de organização, a leitura e o repertório de conhecimentos. “É um processo pedagógico construído a partir do saber deles e do nosso saber, que ajudar na construção de pensamentos e das criticas”, explica Gabriela.

Além de Gabriela, participam do projeto a assessora de imprensa, Bruna Corralo, as professoras de informática Maria Aparecida Pin e Fabiana Santosda Silva, e a terapeuta ocupacional Valesca de Lima da Silva. “É uma iniciativa muito boa. O blog vem para somar e eles estão animados”, conta Valesca.

Acesse e confira: www.lmc.org.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *