Passageiros de ônibus denunciam cancelamento de cartão VEM Livre Acesso no Grande Recife
Passageiros de ônibus denunciam cancelamento de cartão VEM Livre Acesso no Grande Recife

Passageiros de ônibus denunciam cancelamento de cartão VEM Livre Acesso no Grande Recife

Pessoas com deficiência precisam se recadastrar para ter direito ao benefício. Laudo médico deve ser apresentado para confirmar necessidade.

Passageiros que usavam o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) Livre Acesso para andar de graça nos ônibus da Região Metropolitana do Recife foram, nesta quarta-feira (15), à sede do Grande Recife Consórcio de Transportes, no bairro de São José, centro da capital, para denunciar que perderam o benefício, mesmo tendo feito o recadastramento. Prazo para regularização segue até o dia 6 de março, com agendamento pela internet.

Segundo o consórcio, cerca de 90 mil pessoas precisam fazer o recadastramento. Gerente de Relacionamento do Grande Recife Consórcio, Marcus Petrônio Iglesias explicou que, desde 2013, existe uma legislação que restringe os critérios para pessoas serem consideradas deficientes e, consequentemente, terem direito ao VEM Livre Acesso.

“O que acontece é que muita gente confunde doença com deficiência. Patologias como câncer, escoliose, problemas cardíacos e renais não configuram deficiência e não dão direito ao benefício”, explicou.

Passageiros também denunciaram que, em alguns casos, os deficientes continuam com o benefício, mas sem direito a acompanhante. “Isso acontece por dois motivos. O primeiro é fiscalização, em que vemos por câmeras e relatórios que os beneficiários andam sozinhos. Sendo assim, não precisam de acompanhantes. O segundo é a consideração dos médicos, avaliando que a deficiência não incapacita a pessoa de andar sozinha. Nesse caso, há como recorrer”, completou Marcus.

Para não perder o benefício, os passageiros devem agendar o atendimento no site do VEM Livre Acesso, escolher uma data e hora e, presencialmente, apresentar documento de identificação, comprovante de residência e laudo médico comprovando a deficiência e, se for o caso, a necessidade de acompanhante. A sede do VEM fica na Avenida Mascarenhas de Morais, na Imbiribeira, Zona Sul do Recife.

Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/passageiros-de-onibus-denunciam-cancelamento-de-cartao-vem-livre-acesso-no-grande-recife.ghtml

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.