Peça infantil retrata problemas de acessibilidade e discute “diferenças”

Peça infantil retrata problemas de acessibilidade e discute “diferenças”

Assuntos como acessibilidade e o tratamento do “diferente”, são de suma importância para o desenvolvimento de uma criança. Nas escolas, é normal que os pequenos se deparem com situações que precisam ser explicadas. Visando uma melhor compreensão do assunto, o espetáculo “Um Amigo Diferente?” retrata, de maneira didática, dilemas apresentados no nosso cotidiano.

Elenco Peça infantil retrata problemas de acessibilidade e discute

A peça, além de mostrar vários tipos de deficiência, foi a primeira no país a ser completamente acessível a todos os tipos de limitações, em 2011. Esse ano, retorna aos palcos no Teatro Ipanema, a partir do dia 25 de outubro.

Para entonar a causa, estarão disponíveis serviços de acessibilidade como: profissionais de libras, legenda eletrônica, audiodescrição, visita guiada ao cenário, reserva de assentos para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, atendimento prioritário a pessoas com deficiência, folder em braile, em letra ampliada e em meio digital.

“A Cultura é a expressão e a força maior de todas as pessoas. Ainda hoje, entretanto, grande parte da população brasileira está impedida de participar da vida cultural de suas cidades pela falta de acessibilidade física e na comunicação. A Escola de Gente trabalha para reverter esse cenário. Realiza teatro acessível e gratuito como parte e processo de transformação social, cultural, econômica. Formamos novas gerações de plateias de crianças e jovens que já crescerão com uma mentalidade inclusiva e, ao mesmo tempo, formamos jovens atores e atrizes para atuar no teatro acessível, porque no futuro todo teatro será acessível”, declara Claudia Werneck, responsável pelo projeto.

O espetáculo é baseado no livro homônimo. Além das apresentações, seis oficinas também serão oferecidas. Essas serão ministradas pelo diretor do espetáculo, Marcos Nauer, com participação de todo o elenco da produção. As oficinas serão destinadas a atores e agentes culturais e trabalham os conceitos e a prática do teatro acessível.

Fonte: http://www.sidneyrezende.com/noticia/238980+peca+infantil+retrata+problemas+de+acessibilidade+e+discute+diferencas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *