Rio e São Paulo receberão a Seleção Brasileira de judô para a III Fase de Treinamento da modalidade em março
Rio e São Paulo receberão a Seleção Brasileira de judô para a III Fase de Treinamento da modalidade em março

Rio e São Paulo receberão a Seleção Brasileira de judô para a III Fase de Treinamento da modalidade em março

Prestes a dar início a mais uma etapa da preparação para a disputa dos Jogos Paralímpicos do Rio-2016, nesta quinta-feira, 18, em São Paulo, a Seleção Brasileira de judô foi convocada para a III Fase de Treinamento, que ocorrerá de 6 a 20 de março, nas cidades do Rio de Janeiro e novamente na capital paulista.

A terceira etapa terá início na cidade sede dos Jogos deste ano, logo após a disputa do Grand Prix Internacional INFRAERO da modalidade, em 5 de março. O intercâmbio com atletas de outros países vai até o dia 10, quando a delegação brasileira partirá para São Paulo, onde realizará os treinos no Centro de Referência.

Confira a lista de atletas e comissão técnica.

Atletas
Abner Nascimento de Oliveira – ADEVIRN/RN
Alana Martins Maldonado – AMEI/SP
Andreia Matos Canteiro – CESEC/SP
Antônio Tenório da Silva – CESEC/SP
Arthur Cavalcante da Silva – ADEVIRN/RN
Deanne Silva de Almeida – ADEVIBEL/MG
Halyson Oliveira Boto – CESEC/SP
Harlley Damião Pereira de Arruda – CESEC/SP
Karla Ferreira Cardoso – CEIBC/RJ
Lucia da Silva Teixeira Araújo – CESEC/SP
Luiza Guterres Oliano – ACERGS/RS
Mayco de Souza Rodrigues – ADVEG/GO
Michele Aparecida Ferreira – AJCS/MS
Rayfran Mesquista Pontes – CESEC/SP
Roberto Julian Santos da Silva – JC LARA/RJ
Wilians Silva de Araújo – CEIBC/RJ

Comissão Técnica
Alexandre de Almeida Garcia – Técnico
Caio Ricardo Lopes Paolillo – Auxiliar Técnico
Carolina de Campos – Psicóloga
Jaime Roberto Bragança – Coordenador
Luiz Edmundo Costa – Fisioterapeuta
Marcelo Simoni Ferro – Nutricionista
Marcos Augusto da Costa Vitullo – Fisioterapeuta
Roger Alves da Fonseca – Preparador Físico
Thiago Claudino Gomes Righetto – Médico

Com informações da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV).

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.