Saúde Visual na Terceira Idade
Saúde Visual na Terceira Idade

Saúde Visual na Terceira Idade

Os idosos são os principais atingidos pelos problemas de visão. Dentre os mais corriqueiros, estão a presbiopia ou vista cansada (aparece a partir dos 40 anos de idade e é caracterizada pela dificuldade de ler de perto), catarata, glaucoma, retinopatia diabética e Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

Para evitar problemas de saúde visual na terceira idade, os conselhos de “preservar” a visão não passam de mitos. A única recomendação é tentar levar uma vida saudável, com boa alimentação e exercícios freqüentemente, e fazer exames oftalmológicos regulares – principalmente depois dos 40 anos.

A catarata, principal causa de cegueira em todo o mundo, é uma lesão ocular muito comum em idosos, que torna a visão opaca e cristalina. Não há estudos que indiquem os fatores desencadeadores, mas alguns hábitos, como tabagismo e ingerir bebidas alcoólicas em excesso podem ampliar a probabilidade de desenvolver a doença.

O método mais eficaz de combatê-la é a cirurgia que elimina a lesão e implanta uma lente intra-ocular. O paciente não precisa ficar internado e pode voltar às suas atividades normais em até 48 horas.

Já a DMRI acomete a área central da retina, a mácula, e provoca as drusas, depósitos amarelados ocasionados por uma falha no sistema de transporte de nutrientes à retina. Alguns casos avançados podem acarretar perda do campo visual, mas, geralmente, os pacientes só percebem que estão com obstruções na retina por meio de exames oftalmológicos. No estágio avançado, os pacientes podem se submeter às injeções intra-oculares de substâncias que freiam o desenvolvimento da doença, principalmente a forma de membrana neovascular. Outro tratamento é a terapia fotodinâmica (PDT) na membrana neovascular subretiniana, que preserva o tecido retiniano e melhora o campo de visão.

A melhor recomendação para maiores de 40 anos é estar atento ao menor sinal de diminuição da visão e dor de cabeça excessiva. Paralelo a essa atenção especial com a saúde ocular, as pessoas dessa faixa etária devem procurar um oftalmologista periodicamente – no mínimo, uma vez por ano.

E observar seu próprio comportamento: Tropeços, desinteresse em assistir televisão, abandono do hábito de leitura ou de jogos como cartas ou dominó, podem ser indicativos importantes de que o idoso não está enxergando bem. E enxergar bem é fundamental para a qualidade de vida na terceira idade, uma vez que o idoso preserva sua segurança, autonomia e liberdade.

 

Fonte: http://saudevisual.com.br/noticias/76-saude-visual-para-idosos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *