Soldado que perdeu visão por causa de tumor é reintegrado aos Bombeiros

Soldado que perdeu visão por causa de tumor é reintegrado aos Bombeiros

Gil Sormanny Beserra da Silva ficou cego, mas voltou a trabalhar. Foto: Bombeiros/Divulgação
Gil Sormanny Beserra da Silva ficou cego, mas voltou a trabalhar. Foto: Bombeiros/Divulgação

Depois de enfrentar um tumor no cérebro e ficar cego, o cabo do Corpo de Bombeiros Gil Sormanny Beserra da Silva, 45 anos, será reintegrado ao serviço. Em 2009, quando ainda era soldado Gil trabalhava como guarda-vidas em Fernando de Noronha, quando ao final do expediente, perdeu a visão de repente.

Após passar por exames, já no Recife, foi diganósticado que Gil tinha um tumor de sete centímetros no cérebro. O que provocou sua cegueira. Submetido a cirurgia, o soldado não recuperou a visão e acabou sendo conduzido à reserva remunerada da corporação.

No entanto, Gil não aceitou que a ausência da visão fosse uma condição determinante para sua aposentaria. Gil concluiu o curso de Habilitação de Cabo, o que o promoveu para a nova graduação. E na próxima segunda-feira, ele será homenageado em uma solenidade no Centro de Conveções de Pernambuco.

O militar, exemplo de superação, está atualmente reintegrado as atividades da Corporação, ministra palestras nas escolas e trabalha como telefonista e despachante no Grupamento de Bombeiros de Garanhuns, no Agreste.

“Não aceito que uma deficiência física me segregue dentro da Corporação, que me transforme numa pessoa inútil. Tenho limitações, sim, mas percebo que essa limitação vem sendo potencializada por pessoas que não acreditam que sou capaz. E eu sou capaz!”, diz.

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2015/04/17/interna_vidaurbana,571999/bombeiro-deficiente-visual-e-reintegrado-as-funcoes-administrativas.shtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *