Teste do Olhinho e aleitamento são temas de ações

Teste do Olhinho e aleitamento são temas de ações

A Semana Mundial de Amamentação, realizada de 1º a 8 de agosto, foi lembrada na manhã da quinta-feira, dia 7, com ações na Unidade de Saúde da Família (USF) Fernando Sampaio, situada no bairro Castelo Branco. Gestantes e puérperas da comunidade foram convidadas a assistir à palestra sobre aleitamento materno. Na sequência aconteceu a oferta de Teste do Olhinho para as crianças com idade de três meses até um ano e seis meses.

bebe passando pelo teste do olhinhoA médica pediatra Glória Tereza Lima falou dos benefícios nutricionais do leite materno. “É um alimento completo para os bebês. O leite da mãe contribui para o para o desenvolvimento saudável da criança e também ajuda na digestão e prevenção de infecções”, explicou.

Ao fim da palestra, a pediatra realizou o Teste do Olhinho nas crianças e reforçou que é um exame recomendado para todos os bebês nos primeiros meses de vida. “O teste funciona como um exame de triagem que permite detectar cedo as suspeitas de diversas doenças que acometem a visão. Com o diagnóstico precoce e o tratamento imediato é possível prevenir que a criança venha a ter complicações ou mesmo perder a visão por diversas doenças como catarata, retinoblastoma, glaucoma congênito e outras alterações que causem obstrução no eixo visual”, disse.

A manhã de atividades também contou com a participação da fonoaudióloga do Núcleo de Apoio a Saúde a Família (NASF) Angela Lúcia Oliveira que explicou sobre os malefícios causados por bicos e chupetas. “O uso não é recomendado e pode causar danos ao desenvolvimento da fala e alterações na arcada dentária da criança”, advertiu a fonoaudióloga.

A gerente da unidade, Marina Lira, reforça que a USF Fernando Sampaio realiza trabalhos contínuos de orientações as gestantes. “Toda equipe do Programa Saúde da Família trabalha em conjunto para agilizar os exames e consultas do pré-natal. As gestantes e também puérperas tem atendimento preferencial”, explicou.

Fonte: http://www.infonet.com.br/saude/ler.asp?id=161653

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.