Um sopro que dá alegria
Um sopro que dá alegria

Um sopro que dá alegria

Projeto social de inclusão ajuda deficientes visuais a recuperar a autoestima

O projeto Música Transformando Vidas começou em 2009, idealizado pelo maestro Paulo Eduardo Mauá. Ele conheceu o Sílvio Roberto de Souza, que ficou cego aos 31 anos. O rapaz, que estudou música, chamou outros deficientes visuais para formar uma turma. Ali, nascia um grupo de flautistas, que mandaram embora qualquer preconceito ou limitação.

Fonte: http://g1.globo.com/como-sera/noticia/2016/04/um-sopro-que-da-alegria.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.