Vara de pescar

Vara de pescar

Na tarde de terça-feira de 2007, o presidente Carlos Antonio disse aos alunos do LMC que fazia tudo o que estava ao seu alcance, e deu a cada um deles uma vara de pescar.Vera

Peguei a minha vara e caí no mundo, eu nem sabia como usá-la. Passado determinado tempo, abri a caixinha da vida para ver o que havia pescado. Decepcionei-me! De 10% da pescaria, 20% eram boas e 80% eram ruins.

Conheci o conhecimento, esbarrei no esclarecimento, tropecei no entendimento, envolvi-me com a afeição, recebi amizade e ao ver o brilho do saber, tive a revelação: os 80% ruins transformaram-se em 70% de pescaria boas. Aprendi a conviver com os 10% que me restaram.

Em minha bagagem levarei meus atos bons e ruins e, hoje, anexada minha vara de pescar. Depois da passagem, farei brilhantes pescarias.

Ao presidente Carlos Antonio, deixo o meu muito obrigada por ter me presenteado coma  vara de pescar.

 

Texto de: Vera Lúcia Anastácio Cruz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *