Veja como funciona o atendimento pedagógico do Lar
Veja como funciona o atendimento pedagógico do Lar

Veja como funciona o atendimento pedagógico do Lar

O papel da pedagogia é de grande importância e contribuição para reabilitar e inserir o deficiente visual na sociedade de forma segura, proporcionando confiança e o máximo de autonomia possível.
Práticas como alfabetização em braille, atividades na área musical, intervenções pedagógica e educativa, educação física e demais atividades pedagógicas como as de vida autônoma e social devem ser aplicadas por pedagogos especializados ao deficiente visual, visando o desenvolvimento do assistido.
O Lar das Moças Cegas promove o atendimento pedagógico para mais de 200 assistidos por meio do Centro de Educação e Reabilitação para Deficientes Visuais (CERDV), de assistidos com baixa visão até cegos totais. O trabalho beneficia pessoas da faixa etária de seis meses até a terceira idade.
As turmas são formadas por critérios que visam uma satisfatória homogeneização dos grupos, tendo como objetivo tanto o melhor resultado na aplicação das estratégias pelos profissionais, quanto no rendimento dos assistidos. Quando necessário, o atendimento individual é realizado.
Para Marta Valdívia, diretora pedagógica do CERDV, a assistência com a reabilitação é de extrema necessidade para quem perde a visão. “Ao perder a visão, é como se o chão faltasse. Em muitos casos o deficiente entra em depressão. Aí que entra o acompanhamento psicológico e as atividades pedagógicas, como orientação e mobilidade, atividades de vida autônoma e social, entre outras que colaboram na inclusão”.
A superação do assistido é traçada como meta para os profissionais. “Nós contamos com pedagogos comprometidos e competentes, que oferecem um trabalho especializado para a reabilitação do deficiente visual. Afinal, é nossa missão, que empenhamos com muito amor e comprometimento”, completa Marta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.